23 de jan de 2009

Minas d’água de SRS são interditadas após análise

[Matéria de Jonas Costa para a Gazeta do Vale]

A Vigilância Sanitária de Santa Rita do Sapucaí anunciou na última quarta-feira, 21, que interditará na próxima semana quatro minas d’água em que foram encontrados coliformes fecais. As amostras coletadas em 19 de dezembro passaram por análise microbiológica em um laboratório de Pouso Alegre e foram consideradas impróprias para o consumo humano. Coliformes fecais são bactérias presentes nas fezes e que podem provocar gastroenterites, verminoses, doenças de pele e outras enfermidades.

A interdição atingirá as fontes localizadas nos seguintes pontos: Gruta de Santa Rita de Cássia, Torres, Moore e Bairro dos Vilelas. Esse procedimento é adotado após três análises mensais indicarem a presença de bactérias classificadas de ‘coliformes totais’ ou na primeira detecção de coliformes fecais. A mina da Gruta de Santa Rita, que fica no Loteamento do Valle, já estava interditada desde o início de dezembro, quando foram encontrados apenas coliformes totais.

A Vigilância Epidemiológica, órgão responsável pelo monitoramento da qualidade da água das minas, solicitou um novo exame laboratorial para checar a possível contaminação. O resultado da análise será divulgado no prazo de 30 dias. A interdição cabe à Vigilância Sanitária, que tem encontrado dificuldades em alertar a população sobre os riscos de ingestão de água imprópria. "Colocamos placas na frente das minas para avisar à população que essa água não deve ser consumida, mas, infelizmente, as placas estão sendo retiradas", revela o diretor da Vigilância Sanitária, Rodrigo Mesquita.

Nenhum comentário: