9 de abr de 2009

Rezek desmente Sarney e o chama de "oligarca"

[Matéria de Jonas Costa para a Gazeta do Vale]

O jurista sul-mineiro José Francisco Rezek chamou de “oligarca” o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), em nota divulgada na semana passada. O texto foi publicado em resposta a uma carta em que o senador se queixa da atuação de Rezek na defesa do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT). O pedetista venceu a filha do ex-presidente da República, Roseana Sarney (PMDB), nas eleições de 2006, mas teve seu mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lago recorreu da decisão, classificada por Rezek como “tentativa de golpe de estado pela via judiciária”.

A carta redigida por Sarney faz menção à sua suposta intervenção pela nomeação de Rezek para o Supremo Tribunal Federal (STF) em 1983. O peemedebista cobra gratidão e alega que teria agido a pedido do ex-deputado Bilac Pinto (1908-1985).

Rezek nega que o senador tenha sido seu ‘padrinho’. O advogado foi indicado para o STF duas vezes, em 1983 e 1992. As nomeações foram feitas pelos ex-presidentes João Figueiredo e Fernando Collor. Sarney presidiu o país de 1985 a 1990.

Nenhum comentário: