11 de jul de 2009

Artistas santa-ritenses expõem obras em museu

[Matéria de Jonas Costa para a Gazeta do Vale]

Flores, frutas, formas geométricas, casarios e rostos famosos. Temas como estes estiveram presentes no Museu Delfim Moreira, de Santa Rita do Sapucaí, de 1º a 10 de julho. A instituição comemorou um ano de reativação abrindo espaço para artistas locais. A exposição recebeu o nome de ‘Pintores de nossa terra’ e reuniu 60 obras de 11 santa-ritenses.

A mostra foi caracterizada pela diversidade de posturas, técnicas e estilos. Rafael Ferrari criticou estadistas de diferentes matizes ideológicos no quadro ‘Imagine’, no qual cravou um rolo de papel higiênico sob a pergunta “Tempo de limpar a cagada?” Nilsen Rodrigues Teixeira usou óleo sobre tela para retratar flores, navios e a popular ‘rua do Queima’. Simone desenhou os rostos do cantor Michael Jackson e da atriz Juliana Paes tendo o lápis preto como única ferramenta.

De acordo com o coordenador do museu, Breno Luís Costa de Mendonça, a exposição aumentou o fluxo de visitantes e despertou o interesse de outros artistas da cidade. Mendonça afirma que o talento santa-ritense voltará a ser exposto em novas mostras. “Por falta de espaço, não pudemos colocar mais pessoas desta vez. Mas vamos ter outros eventos”, assegura.

Mendonça lamenta que a sala de exposições temporárias não ofereça espaço suficiente para grandes eventos. As aulas de desenho promovidas no mesmo ambiente são suspensas durante as mostras. O museu dispõe também de seis salas temáticas, que tratam de tropeiros, religiosidade, café, Segunda Guerra Mundial e das trajetórias de Delfim e Sinhá Moreira.

Nenhum comentário: