7 de ago de 2009

Empesários participam de curso no Inatel

[Matéria de Jonas Costa para a Gazeta do Vale]

Mais de 100 empresários participam de um treinamento no Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí, desde a última quarta-feira, 5. O curso corresponde à etapa presencial do Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime), desenvolvido pela Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência e Tecnologia (Finep). As atividades são coordenadas pela Fundação Dom Cabral, que também vem oferecendo um curso virtual aos empresários.

A Incubadora de Empresas e Projetos do Inatel é um dos 17 agentes financeiros do programa, encarregados de selecionar as empresas que receberão recursos da Finep. Dos 128 projetos inscritos na Incubadora do Inatel, 75 serão escolhidos até o final de setembro. Cada empresa selecionada receberá R$ 120 mil para desenvolver produtos ou serviços inovadores.

No primeiro dia do treinamento, técnicos da Finep ofereceram orientações operacionais sobre o Prime e apresentaram um ‘caso de sucesso’. Na quinta-feira, os empresários ouviram o escritor Fernando Dolabela, autor do livro ‘O segredo de Luísa’, obra que versa sobre empreendedorismo. Finanças e marketing são os temas a serem abordados hoje e amanhã.

Ao discursar na abertura dos trabalhos, o diretor financeiro da Finep, Rodrigo Coelho, disse que os treinamentos evitam que pequenos erros provoquem a desclassificação de empresas. “Buscamos dar o maior número de orientações e dicas para que não se percam projetos por bobagens na hora da redação de um projeto ou na falta de uma documentação”. A secretária de Ciência e Tecnologia de Itajubá, Leandra Machado Santos, também destacou a importância do auxílio às novas empresas: “Venho do setor privado e sei que ótimas ideias se perdem por falta de uma mão estendida”.

Para o diretor do Inatel, Wander Wilson Chaves, o Prime constitui “oportunidade única” às novas empresas que querem se mostrar diferentes. O secretário de Ciência e Tecnologia de Santa Rita, Pedro Sérgio Monti, disse que o programa deve impulsionar o surgimento de negócios em todo o território nacional.

O empresário Custódio Fábio de Souza Duarte, 58, de Santa Rita, participou do curso e salientou que o Prime alavanca sonhos e gerará empregos. O itajubense Robson Rodrigues, 28, considerou o treinamento proveitoso. A empresa de Duarte já fabrica ‘velas eletrônicas’ e a de Rodrigues pretende produzir equipamentos médicos e hospitalares.

Nenhum comentário: