7 de ago de 2009

‘PAC da Segurança’ não chega ao Vale do Sapucaí

[Matéria de Jonas Costa para a Gazeta do Vale]

Nenhum município do Vale do Sapucaí é atendido pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), iniciativa do governo federal conhecida como ‘PAC da Segurança’. A informação foi confirmada na última semana pela assessoria de imprensa do Ministério da Justiça. O Pronasci foi lançado em agosto de 2007 para atender inicialmente às 11 regiões metropolitanas com os mais altos índices de homicídio. Dois anos depois, o programa funciona em 108 municípios.

Varginha é a única cidade sul-mineira beneficiada pelo plano. Os outros municípios do estado que já aderiram ao Pronasci são Belo Horizonte, Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Ibirité e Uberaba. Segundo o Ministério da Justiça, Pouso Alegre, Itajubá e Santa Rita do Sapucaí não apresentam índices que justifiquem o recebimento de recursos do PAC da Segurança. Contudo, Santa Rita é considerada a localidade mais violenta do Sul de Minas, segundo levantamento da Polícia Militar.

O governo federal pretende investir R$ 6,7 bilhões até 2012 por meio do Pronasci. Entre os principais eixos do programa estão a valorização dos profissionais de segurança pública, a reestruturação do sistema penitenciário, o combate à corrupção policial e o envolvimento da comunidade na prevenção da violência. Há ações que priorizam jovens de 15 a 24 à beira da criminalidade. Estados e municípios do Sul e Sudeste têm contrapartida de 2% do valor do projeto. Norte, Nordeste e Centro-Oeste pagam 1%.

Nenhum comentário: