7 de ago de 2009

Prefeitura estuda revitalização do Cine Santa Rita

[Matéria de Jonas Costa e Mila Oliveira para a Gazeta do Vale]

A Prefeitura de Santa Rita do Sapucaí pretende enviar ao governo federal um projeto de revitalização do prédio em que funcionou o último cinema da cidade. O autor desta afirmação é Janilton Prado, assessor do Poder Executivo Municipal. Segundo ele, o prefeito Paulo Cândido da Silva (PV) se reuniria na tarde desta sexta-feira, 7, com a arquiteta responsável por um projeto encomendado pela extinta empresa Phihong PWM Brasil.

Prado diz que a reativação do Cine Teatro Santa Rita é uma das preocupações do governo municipal. De acordo com ele, o vice-prefeito David Carvalho Kallás (PSB) tratou do tema em sua última viagem a Brasília, quando procurou o presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o santa-ritense Luiz Fernando de Almeida. A intenção da Prefeitura é reformar as antigas instalações do cinema e transformá-las num ‘espaço múltiplo’, onde haveria exibições de filmes, peças teatrais, apresentações de dança e outras atividades culturais. O assessor calcula que as obras custariam cerca de R$ 1 milhão.

As últimas projeções do Cine Santa Rita aconteceram em 2005. Segundo Prado, o espaço recebeu peças teatrais até meados de 2007. Desde então, o edifício localizado na praça central da cidade está em situação de abandono. O prédio pertence à Prefeitura e funciona como depósito de materiais. Artesãos usam algumas dependências para guardar suas peças. Em maio, durante a festa da padroeira local, a antiga bilheteria foi ocupada pela ‘barraca beneficente’ do Centro de Atenção Psicossocial (Caps).

O Conselho Municipal do Patrimônio Histórico tem discutido o tombamento do Cine Santa Rita em suas reuniões. O assunto voltaria a ser abordado no encontro de segunda-feira, 3, mas apenas dois conselheiros compareceram: Breno Luís Costa de Mendonça e Maria Lúcia Carvalho Souza Andrade. A reunião foi adiada por falta de quorum.

O comerciante Vitor Augusto Faria, gerente do cinema de 1970 a 1982, entende que uma sala de projeção não atrairia muitos espectadores em Santa Rita. “A TV acabou com os cinemas, as pessoas não vão. O cinema fechou porque a audiência e a renda eram pequenas”, conta Faria, que acredita que o imóvel deveria dar lugar a um estabelecimento comercial.

O estudante Dênis Paul Garcia Júnior, 7, nunca visitou uma sala de cinema e tem interesse em assistir películas na telona. “Acho ruim não ter cinema aqui em Santa Rita. Gostaria muito de ir com meus amigos para assistir um filme legal”, diz o garoto.

Nenhum comentário: